Logomarca da peça

 

 

 

 

A Cia A Cia. Brasilienses de Teatro é um grupo de artistas das artes cênicas que, desde 2001, têm desenvolvido um trabalho conjunto em Brasília.

Pautada em uma idéia de revitalização da cena teatral, a Cia foi nasceu com a determinação de estabelecer uma linguagem própria e montar espetáculos originais. Foi essa determinação que fundamentou o desenvolvimento do trabalho do grupo, possibilitando a criação de uma dramaturgia regrada pela busca de estórias inéditas na literatura universal.

Sob o comando do diretor James Fensterseifer – idealizador do grupo – e com o amparo dos atores Leonardo Hernandes e Rômulo Augusto, a Cia. estreou, no próprio ano de criação, com a montagem de dois importantes trabalhos: “Colóquio Dentro de Um Ser”, de Paul Valéry, realizado no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-DF) e no Festival Internacional de Londrina-PR (FILO); e “Cosme Trepado”, adaptado do romance “O Barão nas Árvores”, de Ítalo Calvino, realizado no Espaço Cultural Renato Russo (DF).

O bom resultado obtido com os trabalhos iniciais impulsionou a Cia. para a concretização de novas criações, sempre experimentadas na transposição da literatura clássica para o palco, o que acabou por criar uma autonomia narrativa e gestual que já se configura como uma linguagem própria. O literário passou, então, a ser um pretexto para o revigoramento da experimentação dramatúrgica, desarmando o fluxo narrativo do original (romance) e tecendo um novo no imaginário coletivo.

 

 

 

Dessa forma, romances como “A Hora da Estrela”, de Clarice Lispector; “Uma Criatura Dócil”, de Fiodor Dostoievski; “Como me Tornei Estúpido”, de Martin Page; e “Academia de Inquietud”, de Mário Kuperman, tiveram suas essências transformadas em espetáculos teatrais.

A percepção, adquirida em conjunto pelo grupo, da aptidão para representar obras que traziam à tona os povos antigos, estimulou a Cia. a agregar uma nova demanda ao seu trabalho. Assim, em 2007, a Cia. deu início ao projeto de pesquisa “Palco para Nossos Antepassados”, o qual retomou a imersão – inaugurada com a montagem de “Cosme Trepado” em 2001 – na obra de Ítalo Calvino, possibilitando uma nova e intensa jornada pelo rico universo dos personagens da trilogia “Os Nossos Antepassados”.

Como resultado dessa pesquisa, o grupo montou os espetáculos “Irmã Teodora e as desventuras do cavaleiro Agilulfo” (Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz/2007), adaptado do romance “O Cavaleiro Inexistente”, e “Pela Metade” (Prêmio Funarte Myriam Muniz/2008), baseado no romance “O Visconde Partido ao Meio”.

A trajetória da Cia, no entanto, também foi marcada por outros importantes envolvimentos. Por mais que aprofundados na investigação dos personagens de romances, o grupo sentia a necessidade de também manejar papéis teatrais históricos e desafiadores dentro da dramaturgia universal. Conseqüentemente, lançou-se um olhar aguçado sobre a obra de Shakespeare, da qual foram pinçados os textos “Macbeth” e o pouquíssimo montado “Conto de Inverno”, que conceberam os espetáculos “Aquela peça de Shakespeare”, apresentado em 2005 no Centro Cultural de Brasília (DF), e “Conto de Inverno” (Prêmio Funarte Myriam Muniz/2010), montado no Teatro Goldoni (DF).

Em 2011, para comemorar seu aniversário de 10 anos de criação, a Cia. reencenou o espetáculo “Cosme Trepado”, em uma montagem antológica no Espaço Cultural Renato Russo (DF).

___________________

“O nome Cia Brasilienses de Teatro vem da vontade de nos ratificar como artistas brasilienses; artistas que defendem a qualidade do teatro feito em Brasília. Somos atores, diretos e técnicos que fazemos parte, com orgulho, do movimento cultural brasiliense. Não fazemos teatro aqui como um início de carreira para conseguir estrutura e sair da cidade para trabalhar em outro lugar. Queremos trabalhar em Brasília. Fazemos teatro em Brasília e aqui lutamos para ter condições de trabalho. Somos artistas brasilienses de teatro.” James Fensterseifer – Diretor.

Cia. Brasiliense de Teatro
SQN 412 - Bloco G - Apto. 208
Brasília – DF / 70867-070
Fone: (61) 33479280 - 32019280
E-mail: jogodecena@abordo.com.br